Moto Dica Pilotagem, motocicletas e afins

28set/110

Moto aventura

Posted by Rafael Sahb

PDF-MC

Nossos amigos no PDF-MC (mesmo motoclube que alguns integrantes fizeram a viagem a Machu Picchu de moto), criaram mais uma seção no site deles: Moto Aventura.

O termo, segundo eles, serve para designar os motociclistas que preferem viajar por estradas desconhecidas, indo para objetivos distantes, tendo contato com outras regiões às quais não está habituado.

O intuito desta nova seção é discutir sobre essas viagens longas por lugares desconhecidos, sob todos os ângulos: motos, equipamentos, estratégias, planejamento, etc. A área do blog contém já 3 posts, e falam sobre as motos, cobrindo estilos, características desejáveis, fatores a se considerar para situações distintas, entre outros. São textos bem completos, com uma escrita característica dos posts sobre a viagem deles a Machu Picchu, ou seja, bem agradáveis e leves de se ler.

Enfim, é uma dica e tanto para quem quer fazer uma viagem grande sobre duas rodas mas não sabe bem por onde começar. As dicas são dadas por quem já foi lá e voltou, e já foi em muitos lugares.

Para acessar os posts sobre esse assunto, clique aqui.

Para acessar o blog do PDF-MC, clique aqui.

12jul/110

Wallpapers – Kasinski Comet GTR EFI

Posted by Rafael Sahb

Essa semana estamos liberando 2 wallpapers para fãs da Comet GTR. É só clicar em um dos 2 abaixo, salvar e usar! Em breve liberaremos mais!

1920x1080

1440x900

Créditos:

Fotografia: Rafael Sahb

Edição: Rafael Sahb / Marcelo Delgado

Piloto: Marcelo Delgado

2mar/112

Comparando galochas (botas de chuva) e polainas (capas para os pés)

Posted by Rafael Sahb

Quando o assunto é chuva, para os motociclistas que andam no dia a dia, a proteção para não molhar o corpo é quase unânime: a boa e velha capa de chuva, com jaqueta e calça. Apesar de existirem diferentes modelos, todas são basicamente roupas de plástico impermeáveis. No caso dos pés, aí já temos diferentes opções, e é disso que vamos falar hoje.

Polaina com abertura total traseira - note que o solado do calcanhar fica de fora, comportando tênis com amortecimentos

A maioria dos motociclistas leva um par de galochas de borracha junto à capa em dias chuvosos. Além dessas botas de borracha, pode-se usar também as polainas, que são capas para pés. Elas existem em diferentes modelos, como as capas para o corpo, e possuem preços variados (e qualidades também). Existem ainda, como alternativas, as botas para motociclismo esportivo impermeáveis e alguns modelos de botas para trilhas a pé, mas seu preço mais alto as fazem saídas muito incomuns para usá-las no dia a dia.

A vantagem principal da polaina, é que você a usa por cima do seu calçado comum, evitando assim, ter que trocar de calçado. Com isso, torna-se desnecessário também o uso de algum tipo de mochila ou sacola impermeável para acondicionar os calçados, além de diminuir sensivelmente a carga de capa+bota de chuva, tanto em volume quanto em peso. Existem modelos de polainas que são muito fáceis de se vestir, diminuindo bastante o tempo total de colocar toda a capa, muito útil se for necessário vestir na rua, surpreendido por uma chuva.

 

Porém não são só flores. Existem alguns modelos que não cabem certos tipos de tênis (geralmente os com amortecedores ou solas mais altas), então certifique-se que seu calçado irá passar pela boca da polaina, se ela não abrir totalmente (na traseira, como o exemplo da figura). Se ela for desse último tipo, certifique-se que o velcro ou o zíper irão garantir uma impermeabilidade e firmeza razoável.

As solas dessas capas para pés variam bastante também. Levando esse aspecto em conta, duas coisas importantes de se checar: primeiro, se a sola não é escorregadia demais em piso molhado. A segunda, é se a sola não irá te atrapalhar com os comandos de pé da sua moto, principalmente no pedal do câmbio. Em geral, polainas com a sola e tecido costurados virados pra fora (deixando uma rebarba em volta de todo o pé), costumam causar problemas.

Note nessa polaina que a sola forma uma rebarba ao seu redor - essa caracteristica pode atrapalhar a pilotagem

As boas e velhas galochas também não são só negativas. Apesar do volume e peso excessivos, elas são impermeáveis contra poças fundas, possuem sola teoricamente antiderrapante e costumam durar bem mais, aguentando bem os maus tratos de usuários menos cuidadosos por anos.

No quesito preço, as galochas são mais baratas, mas existem modelos de polainas com preços bem parecidos. Desconfie das baratas demais, rasgarão fácil e as costuras não aguentarão muito também.

Para escolher qual opção se adequa mais ao seu perfil, os pontos-chave são peso e volume (polainas vencem nesse aspecto); e impermeabilidade e durabilidade (galochas). Se você usa a moto apenas para deslocamentos para o trabalho, faculdade, etc., a polaina vai ser a solução prática e leve. Se você é moto-fretista (motoboy) e trabalha o dia inteiro de moto, as galochas serão mais vantajosas, pois durarão muito mais e irão aguentar situações adversas, apesar de que nem sempre elas são confortáveis.

Uma versão muito comum de galocha, com solado amarelo que oferece alguma visibilidade extra

Se formos falar em proteção em caso de quedas, ambas não proverão nenhuma vantagem. As galochas, por serem de borracha, podem sair facilmente dos pés em caso de deslizamento pelo asfalto. As polainas são finas demais (como as capas), e praticamente não farão diferença alguma. Na verdade, elas possuem o mesmo problema das capas para o corpo, que muitos desconhecem. Em caso de quedas onde haja deslizamento pelo asfalto, o plástico tanto das polainas quanto das capas 'derrete' e se funde aos ferimentos, agravando a situação do acidentado.

Para finalizar, não use sacolas plásticas nos pés, pois além de escorregadias, podem enroscar nos pedais provocando acidentes.

   

Social Widgets powered by AB-WebLog.com.